terça-feira, 4 de maio de 2010

Saudade sempre

Saudade sempre ela
a menina teimosa
uma graça e formosa


Saudade ,saudade!
doce de amargura
tente ,mas não há cura

Tu faz lembrar-me
do não fazer
do que não pude ser

Oh!Saudade
Quero que vá embora
Vás morar em outra casa
em outra aurora

Não me venhas,
desse jeito, de melancolias
cabisbaixo , triste
nem com as mesmas nostalgias

Vá! Bem longe
não me faças mais sofrer
não tenho ,nem quero
lembranças para reviver

4 comentários:

  1. A saudade nos faz refém...
    Refém de lembranças que, muitas vezez maltratam, mas, mesmo assim é tao gostoso saber que os momentos um dia foram reais...

    ResponderExcluir
  2. É.. Saudades doem, mas se não houvesse saudade, não haveriam momentos mágicos! HAHHAA *_*

    ResponderExcluir
  3. Fe- ''amar sem vaidade '',nao me lmebro mas este trecho ,não me é estranho.

    Naty-É bem pensado é bom sentir-la ,saber que foi real.

    Nathi- Momentos magicos ,contos de fadas rs a vida também é feita deles.

    ResponderExcluir

Seu comentario é muito importante com ele podemos caminhar no ciclo dos Vicios Poeticos ,não deixe de fazer parte!